21 de fevereiro de 2020 Salvar link Foto: Cary Fowler / Global Crop Diversity Trust
Alimentos
Batata Yacon tem propriedades medicinais

Highlights

  • Espécie nativa dos Andes tem ganhado espaço no Brasil
  • Testes feitos apontaram redução no crescimento do tubérculo
  • Agricultores acreditam em aumento na procura pela Yacon devido a propriedades medicinais

Natural dos Andes, a batata yacon vem ganhando popularidade mundo afora devido às suas propriedades nutricionais e farmacêuticas. Tais características têm atraído pessoas interessadas em começar o cultivo comercial da raiz tuberosa, o que desencadeia uma série de demandas por estudos sobre o manejo agrícola ideal da planta.

Este movimento levou o professor Fábio Oliveira, do departamento de Agronomia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), a montar uma equipe de pesquisadores e realizar um experimento sobre efeitos da convivência de ervas daninhas no crescimento e desenvolvimento da batata yacon. O trabalho, publicado em 21 fevereiro de 2020 na revista científica “Planta Daninha”, foi financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) e pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Ao contrário da batata inglesa, que tem um ciclo curto – de três a seis meses –, a batata yacon leva de oito a 12 meses até a colheita e registra um crescimento inicial lento. A morosidade nessa primeira fase do ciclo vegetativo torna a planta mais suscetível a ervas daninhas, que competem por água, luz e nutrientes.

Espécies invasoras dificultam crescimento

Feito em uma estufa, o experimento constatou que a batata yacon teve um menor desenvolvimento (altura, número de folhas, número de hastes e área foliar) quando esteve em convivência com plantas daninhas. O caruru (Amaranthus viridis L.) foi a espécie invasora que se demonstrou mais prejudicial à yacon, enquanto a tiririca (Cyperus rotundus L.) foi a menos danosa.

“Esta é uma das etapas de um estudo maior, que pretende fazer um manual de boas práticas para o plantio comercial de yacon”, diz Ariany das Graças Teixeira, doutora em Produção Vegetal pela UFES, uma das pesquisadoras integrantes da equipe. A batata em questão ainda é pouco conhecida no Brasil, mas já vem sendo cultivada por agricultores familiares, que enxergam a raiz tuberosa como um alimento não convencional que pode atrair compradores por suas propriedades medicinais – que contribuem para o controle da diabetes e diminuição do colesterol.

Termos de uso

Todos os releases sobre as pesquisas nacionais já publicados na área aberta da Bori (e que, portanto, não estão sob embargo) podem ser reproduzidos na íntegra pela imprensa, desde que não sofram alterações de conteúdo e que a fonte Agência Bori seja mencionada.

Veja como citar a BORI quando for publicar este artigo:

Fonte: Agência Bori

Ao usar as informações da Bori você concorda com nossos termos de uso.

Publicado na Bori em 21/2/2020, 9:37 – Atualizado em 21/2/2021, 13:39