Foto: Sigmund / Unsplash

A Bori recentemente abriu uma nova frente de ação: o treinamento de grupos de cientistas para falar com jornalistas. A ideia é preparar pesquisadores para divulgarem seus estudos por meio da imprensa e, assim, conseguirem mais impacto na divulgação de suas pesquisas. Em junho, realizamos nossa primeira capacitação nesse formato para vinte pesquisadores da Coalizão Ciência e Sociedade.

O curso foi formatado especificamente para as demandas desse grupo de pesquisadores que atuam na área ambiental. Em três encontros virtuais, foram discutidos tópicos como o que é pauta para a imprensa, a ciência como fonte para o jornalismo, como saber se uma pesquisa é notícia, como se preparar para dar entrevistas e os impactos da divulgação que vão além da repercussão na imprensa, entre outros.

Complementando a parte teórica, os módulos contaram com atividades práticas, individuais e em grupo, que tiveram como base estudos reais dos participantes ou situações hipotéticas de entrevistas. Os cientistas exercitaram sua capacidade de síntese ao produzir um pitch de suas pesquisas ou explicar um estudo em um tweet. No final, eles aprenderam, inclusive, a escrever seu próprio press release.

Do curso para as manchetes

Os pesquisadores tiveram a oportunidade de já colocar em prática o que aprenderam na capacitação. Artigo publicado na revista “Conservation Letters”, com co-autoria de Jean Paul Metzger, professor titular de ecologia da USP que participou do curso, foi antecipado à imprensa na Bori.

O estudo mostrou que, em ano de eleição, foram desmatados 4 mil hectares a mais na Mata Atlântica em comparação a anos não eleitorais. A pesquisa avaliou o impacto de eleições municipais, estaduais e federais no aumento de desmatamento em mais de dois mil municípios do sul e sudeste do Brasil no período de 1991 a 2014.

A pesquisa foi pauta em diversos veículos de comunicação — incluindo matéria de página inteira da Folha de S. Paulo de 28 de junho e editorial do jornal no dia 2 de julho.

“Os benefícios deste treinamento ficaram ainda mais evidentes com a divulgação de um artigo do meu grupo, promovido pela Agência Bori, que teve ampla repercussão em diversos veículos da imprensa escrita. Saber comunicar faz muita diferença na visibilidade da ciência e na sua capacidade de transformação da sociedade!”, diz Metzger.

 

Quer saber como a Bori pode realizar cursos de media training para o seu grupo de pesquisa, departamento ou instituição? Entre em contato em bori@abori.com.br