Quem somos

Você está aqui:

A Agência Bori é um serviço único no Brasil que apoia a cobertura da imprensa de todo o país à luz de evidências científicas. Jornalistas encontram na Bori pesquisas inéditas de instituições brasileiras explicadas de diversas áreas como saúde, ambiente e economia acompanhadas do contato do/a porta-voz, além de  treinamentos em coberturas específicas e telefone celular de cientistas de diversas regiões do Brasil preparados para atender a imprensa.

Fundada em 2020, a Bori tem a diversidade no seu core e une competência de quem entende de jornalismo e ciência. Nossa equipe tem formação em pesquisa acadêmica e, por isso, sabe escolher as informações científicas de qualidade mais relevantes para comunicar à imprensa.

Quase 3 mil jornalistas de veículos de todas as regiões do país acessam diariamente a Bori em busca de pautas — em média, uma pesquisa a cada dois dias é antecipada à imprensa pela agência. Em 2022, nosso conteúdo teve mais de 1.600 reproduções imediatas em veículos como Folha de S. Paulo, Agência Brasil, G1, UOL, Jornal O Globo, Revista Galileu, Portal Amazônia (AM), O Povo (CE), Diário de Pernambuco (PE), GZH (RS) e muitos outros.

A Bori foi finalista de seis premiações, incluindo Falling Walls 2020, Prêmio Einstein dos +Admirados da Imprensa de Saúde e Bem-estar de 2021 e 2022 e Empreendedor Social da Folha de S. Paulo, de 2020. Em 2022, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu a Bori como iniciativa inovadora no apoio à cobertura de Covid-19, com destaque para o programa de mentoria jornalística InfoVacina.

Nosso trabalho só é possível graças ao apoio dos institutos Ibirapitanga (IBI), Serrapilheira, Clima e Sociedade (iCS), Sabin Vaccine Institute e de instituições como Fundação Getulio Vargas (FGV/EAESP) e Google.

Missão

Aproximar a ciência da sociedade por meio da imprensa

Visão

Ampliar de maneira significativa a presença da ciência brasileira nas tomadas de decisão individuais e públicas

Valores

  • Promoção do direito à informação e qualificação do debate público baseado em evidências científicas
  • Democratização do acesso à informação científica por veículos de todas as regiões do país
  • Fortalecimento da mídia e de jornalistas independentes, com estímulo à circulação de informação nos desertos de notícia
  • Diversidade racial, regional e de igualdade de gênero, disseminando ciência diversa de instituições de norte a sul do país
  • Construção de um ambiente colaborativo e saudável entre a comunidade científica e a imprensa
  • Valorização e promoção da visibilidade da ciência e do trabalho do cientista brasileiro
  • Combate à desinformação por meio de disseminação de evidências no debate público

Por que Bori?

O nome da agência é uma homenagem à pesquisadora Carolina Bori, primeira mulher a presidir a SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), de 1987 a 1989. Ela é considerada uma cientista-chave para a consolidação da ciência brasileira especialmente nas décadas de 1960 a 1980. A nossa Bori também quer consolidar, ainda mais, a ciência nacional por meio da disseminação massiva das pesquisas de excelência do país na imprensa nacional.