Foto: Cowomen / Unsplash

A Bori promove, na primeira semana de agosto, o Noticiando Alimentação, primeiro treinamento de mídia da agência para cientistas de todo o país que trabalham com temas ligados a sistemas alimentares em áreas como agricultura, saúde, economia e ambiente. O curso integra as ações da Bori em sistemas alimentares, que têm apoio do Instituto Ibirapitanga.

Nesta primeira edição, serão oferecidas 20 vagas para cientistas do banco de fontes especialistas em sistemas alimentares da Bori, que receberão, por e-mail, o link para o formulário de inscrição para preenchimento até 30 de junho. Hoje, há cerca de 90 especialistas no banco de fontes atendendo a imprensa de todo o país sobre o tema, de instituições como as universidades federais do Rio Grande do Norte, de Pelotas e do Rio de Janeiro, Instituto Federal do Amazonas, USP e da FGV EAESP.

Pesquisadores que tenham interesse em fazer parte da comunidade da Bori e de iniciativas como o Noticiando Alimentação devem se cadastrar no banco de fontes em sistemas alimentares, no botão “Quero ser uma fonte”, até 30 de junho. A inscrição para o curso será feita na sequência.

As vagas do Noticiando Alimentação serão distribuídas de acordo com diversidade de área, de gênero, de raça e regional e, também, ordem de inscrição.

Com dinâmicas práticas e parte teórica, o curso de três manhãs pretende capacitar esses profissionais para divulgarem suas pesquisas para jornalistas e atenderem às demandas da imprensa sobre pautas de sistemas alimentares. Serão abordados temas como o contexto da cobertura jornalística científica brasileira, a preparação de materiais de apoio para divulgar junto com os resultados de pesquisa e como apresentar a pesquisa no formato pitch de elevador. O curso contará, também, com palestras de jornalistas sobre a cobertura de pautas da área no Brasil.

“Com essa iniciativa, queremos auxiliar e apoiar a qualificação do debate público a respeito da alimentação no Brasil”, comenta Marina Yamaoka, coordenadora da área de sistemas alimentares da Bori, que coordena também a frente de cursos da área.

A Bori traz um olhar dedicado para a divulgação da área de sistemas alimentares, campo interdisciplinar, multidisciplinar e urgente de ser debatido. Por isso, até o final do ano mais três cursos serão realizados focando-se nesta área de cobertura — mais um para cientistas e dois direcionados à comunidade de jornalistas que cobrem o tema.